Soluções convergentes

Para obter o melhor desempenho possível, as empresas têm optado pela virtualização dos seus sistemas, como por exemplo da gestão de energia. As soluções tradicionais já não são suficientes para otimizar os consumos e os custos.

https://maticel.webnode.pt/_files/200000021-44e5c45e3b/imagesCAF4Z23U.jpg

Para a transferência de dados de controlo de todos os componentes de um edifício, é necessário um sistema que comunique na mesma linguagem com todos eles evitando que algum fique isolado. 

A chamada "infraestrutura convergente" é um modelo de TI que promete melhorar a agilidade, eficiência e qualidade dos serviços de tecnologia através de uma estrutura única, otimizada para centralizar a gestão dos edifícios, aumentar a automação e simplificar a orquestração do sistema.

Por exemplo, um sistema KNX com aplicação de domínios de barramentos independentes. Esta norma baseia-se em mais de 15 anos de experiência no mercado, entre outros, com os antecessores do sistema KNX: o EIB, EHS e BatiBUS. Estando ligados ao KNX, todos os dispositivos de barramento (cabo entrançado, radiofrequência, rede elétrica ou IP/Ethernet) conseguem trocar informação entre eles. Os chamados dispositivos de barramento podem ser sensores ou atuadores necessários para o controlo dos dispositivos de gestão do edifício tais como: lâmpadas, estores, sistemas de segurança, gestão de energia, aquecimento, sistemas de ar-condicionado e ventilação, sistemas de sinalização e controlo, sistemas de controlo do edifício, controlo remoto, contagem, controlo de áudio/vídeo, produtos brancos, etc. Todas estas funções podem ser controladas, vigiadas e sinalizadas através de sistema uniforme sem necessidade de centrais de controlo extra.  Saiba  mais em www.hager.pt ou www.legrand.pt (My Home Legrand).

1. Standardização

A standardização facilita a implantação mais rápida e fácil em larga escala.

2. Automação 

O sistema de infraestrutura convergente deve centralizar os servidores de dados, armazenamento, segurança e redes para alcançar o máximo benefício.

3. Monitoramento e administração unificados

O sistema de infraestrutura convergente deve centralizar os servidores de dados, armazenamento, segurança e redes para alcançar o máximo benefício.

4. Integração

O ideal é ter um sistema que permite o uso dos dispositivos que sua empresa já possui (como servidores para o processamento, por exemplo). Dessa forma, é possível migrar gradualmente sem grandes perdas financeiras pela alienação do equipamento utilizado atualmente.

5. Solução completa

Agilidade e simplicidade são os principais objetivos de qualquer infraestrutura de TI. Procure uma solução out-of-the-box que possa ser implantada rapidamente. O gestor das infraestruturas ficará assim descansado e liberto para outras funções de acompanhamento aos seus Clientes.